quarta-feira, 16 de junho de 2010

Cor do Tempo


Cores Guardadas no Rio

2 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
povo que lavas no rio,
e continuas a talhar
com o machado
as tábuas do teu caixão . . .
,
um abraço,
,
*

epee disse...

Braços que trabalham sob o olhar atento do fotógrafo... qualquer estímulo que faça de qualquer dia um motivo a sorrir.




|@